Avanço social: aprovada a reforma trabalhista!!!

reformaA aprovação da reforma trabalhista, por si só, representa o maior dos avanços na política social do Brasil, eis que abre as portas ao crescimento, anima investidores e criam novos postos de trabalho, possibilitando a inserção de 14 milhões de pessoas na economia formal, afastando o espectro da crise.

Do ponto de vista economico, o impacto de suas novas orientações, é realmente muito mais significativo, do que a reforma previdenciária, que agora deve ser colocada em ordem de prioridade.

E, melhor, não foi impactada por decisão presidencial, visto que a sociedade já cobrava, há muito, a modernização da legislação trabalhista, que vai agilizar a criação de novos empregos sem mexer nos direitos básicos como salário mínimo, FGTS, 13º Salário e férias, ao contrário do que diziam os sindicalistas, mais preocupados em não perderem a “boquinha” da Contribuição Sindical obrigatória, excrescência que abasteceu os cofres sindicais por anos a fio, com milhões de reais, utilizados, inevitávelmente com finalidades pessoais dos dirigentes sindicais.

Prevê-se que, com a reforma trabalhista, deverão cair o número de ações na Justiça do Trabalho, situação transformada em nefasta estratégia impregnada no chão das fábricas, ocasião em que trabalhadores, escudados em torpes acusações contra as relações de trabalho que ocupava, levantavam indenizações cada vez maiores, prejudicando o planejamento das empresas e criando situações onde a hora extra, passou a substituir a possibilidade de nova contratação, fato que ajudou a gerar o expressivo número de 14 milhões de desempregados, os quais agora, certamente, tendem a se reduzir a numeros bem mais palatáveis.

Mas, o melhor mesmo da votação positiva desta reforma, foi a superação do espectro de apadrinhamento que o sr. Michel Temer impunha ao assunto, inclusive com votos favoráveis de senadores da situação, que mostraram, nítida e expressamente, que o assunto transcedeu à questão política!