Começa, de novo, a história das escolas SESI-SENAI!!!

rinco e skaf 9A prefeitura informa que a diretora da Unidade do SESI de Taubaté, Roberta Borrego, esteve em Caçapava esta semana, trazendo  para revisão e aprovação os projetos da construção da nova unidade da escola do SESI, em Caçapava.

Estes projetos, já estavam aprovados pela gestão do ex-prefeito Henrique Rinco que, à época, inclusive providenciou a doação da área onde seria construído um complexo das escolas SESI e SENAI na Av. Monsenhor Theodomiro Lobo, Beira Rio.

Na ocasião, seguindo os trâmites legais previstos para situações análogas, o ex-prefeito Rinco, incluiu no decreto de doação da área, uma cláusula de retrocessão, caso ocorra o descumprimento dos encargos estabelecidos, ou desvio de finalidade do imóvel.

Os prazos previstos no decreto, para início das obras, foram todos vencidos e nenhuma manifestação por parte da direção da FIESP (sr. Paulo Skaf), foi protocolada na prefeitura de Caçapava.

O curioso é que, na ocasião acima descrita, início de 2014, vésperas da campanha eleitoral para Governador, o sr. Paulo Skaf estava em plena campanha política, ocasião em que, inclusive, esteve em Caçapava, pousando seu helicóptero nas proximidades do terreno doado, confraternizando-se com grande número de políticos ali presentes, além de centenas de munícipes.

áreaAgora, iniciada a campanha política para Governador do Estado de São Paulo em 2018, o assunto é novamente trazido à baila, em circunstâncias bastante parecidas com a da época em que o sr. Paulo Skaf foi muito bem recebido pelo ex-prefeito Henrique Rinco, criando ondas de especulações e indagações, por parte dos munícipes, da veracidade em relação às notícias de instalação do complexo SESI-SENAI em Caçapava.

Ora, o povo tem o direito e o dever de fiscalizar tudo o que acontece em terras públicas municipais e a ele, cabem explicações, quanto ao ocorrido. Afinal o complexo SESI-SENAI vai mesmo ser construído na Av. Monsenhor Theodomiro Lobo, no Beira Rio, ou não vai e trata-se, novamente, de meras especulações políticas?

Em Pindamonhangaba, a FIESP está construindo uma escola do SESI que já recebe críticas dos munícipes locais, por já estar com as obras paralizadas há meses, sem solução de continuidade!

.