Estação Casa Amarela recebe exposição de Kleber Marcellino!!!

fagiaGaleria Flamboyant terá os trabalhos da exposição “Fagia”, com pinturas que exploram a estética das sombras; a abertura acontece no dia 21 de julho, em Caçapava.

Obras de mais uma artista do Vale do Paraíba chegam à Estação Casa Amarela, em Caçapava. As pinturas que compõem a exposição “Fagia”, do taubateano Kleber Marcellino, ocupam uma das salas da Galeria Flamboyant, a partir do dia 21 de julho, quando acontece a cerimônia de abertura.

O próprio artista descreve esse trabalho como uma busca pela composição pictórica da sombra, normalmente tida como uma extensão da figura. Aqui ela ganha papel de destaque, criando novas relações entre figura e representação sobre a obra. “Ao trocar as sombras de lugar, ao registrar silhuetas sobrepostas, criamos novas formas de ver uma pintura”, afirma Kleber Marcellino. São 22 pinturas sobre o papel que retratam três séries: “Sombras”, “Crianças-pombas” e “Fagia”.

Seu trabalho é uma constante metamorfose e nos últimos anos vem se aproximando da arte contemporânea. “Tenho trabalhado com figuras que se aproximam de manchas sobre fundos monocromáticos, destacando a textura do papel ou tela em que o trabalho foi realizado”, comenta Marcellino.

kleberAs subjetividades de Marcellino
Elda Varanda Dunley, proprietária e curadora da Estação Casa Amarela, afirma que o trabalho de Kleber reflete num primeiro olhar as experiências vividas pelas pessoas que residem nas cidades, especialmente por causa das pinturas de insetos.

“Sua pintura toca nas possibilidades de relações com o outro, dialoga sobre os ganhos e as perdas nessas relações. Ele questiona o que vamos absorvendo do outro, do que nos alimentamos ou o que escolhemos e o que deixamos ao longo do caminho”, analisa Elda. “Com certeza é um grande prazer tê-lo conosco e esperamos um grande número de visitantes também para essa exposição”, completa.

Sobre o artista
Natural de Taubaté, Kleber Marcellino tem especial interesse pela arte contemporânea. Aos 33 anos, ele é técnico formado pela Escola de Artes Maestro Fêgo Camargo de Taubaté e especialista em Artes Visuais pelo SENAC do Paraná.

Atualmente, ele é instrutor de artes no Centro Cultural Toninho Mendes, pela Prefeitura de Taubaté, ministrando oficinas de desenho e pintura. Desde 2012 mantém um ateliê próprio com produção de obras e aulas de artes plásticas.

Abertura conjunta
Na mesma noite da abertura de “Fagia”, outra exposição será inaugurada na Estação Casa Amarela. Com o apoio da FUNDACC e Prefeitura Municipal de Caraguatatuba “Lembranças do Cinquentenário da Catástrofe de 18 de março de 1967” vem com fotografias que remontam esse episódio marcante na memória caiçara. O evento de abertura das duas exposições acontece no dia 21 de julho, às 20h.

Estação Casa Amarela
Localizada na Vila São João, em Caçapava, a Estação Casa Amarela se consolida como um espaço de aprendizado plural, trazendo para região propostas artísticas de diversas partes do Brasil para se tornar um espaço de referência no Vale, Serra da Mantiqueira e Litoral Norte. É um espaço dinâmico que se propõe ser um ponto de convergência de arte e cultura na Região.

 


Serviço
“Fagia” e “Lembranças do Cinquentenário da catástrofe de 1967”
Local: Estação Casa Amarela
Endereço: Rua José Ludgero de Siqueira, 30 e 32 – Vila São João
Caçapava – São Paulo
Data: 21 de julho, quinta-feira, às 20h

ESTAÇÃO CASA AMARELA – GALERIA FLAMBOYANT
R. José Ludgéro Siqueira, 30 – Vila Sao Joao, Caçapava – SP, 12281-440
(12) 99116-2784